sexta-feira, 25 de setembro de 2015

17. Os níveis de bissexualidade


 
 



Todos nós  gostamos de diversas coisas, umas mais outras menos, em níveis  diferentes, mas no fim sempre arranjamos um jeito de apreciar de tudo um pouco, não é mesmo?! Pois é, da mesma forma existem os níveis  de bissexualidade!  Eles se apresentam em degradês (como graus)  em uma determinada escala, como esta de Alfred Kinsey:







Há pessoas que são heterossexuais, bi com identidade heteroafetiva, bissexuais, bissexuais com identidade homoafetiva/homoerótica ou apenas homossexuais. Os bi-românticos são capazes de se apaixonar por ambos os gêneros, mas não têm muita predisposição sexual com tais parceiros de determinado gênero. Quando se refere ao sexual, é a predisposição para relações sexuais. Ficou muito confuso? Vamos ver se consigo trocar em miúdos pra você!



Bi hetero-afetivo/erótico - tem atração pelos dois sexos,  mas prefere relações amorosas/afetivas ou sexuais  com o sexo oposto, as quais costumam ser seus pares predominantes. Os homens g0ys poderiam ser classificados nesse degradê? Sim, poderiam. Mas explicarei melhor o  aque seriam "g0ys" em um outro tópico.  Além do mais esse grupo  pode incluir aquelas meninas que só beijam outras meninas em baladas ou ocasionalmente, mas suas relações costumam ser mais com homens, pois nunca houve algum sentimento mais concreto por mulheres.


Bissexual - é aquele/a que consegue estar nos 50% para cada lado, ou seja,  não vê muita distinção entre homem e mulher. Conseguem e querem se  relacionar tanto afetiva como sexualmente com ambos, sem grandes restrições. 



Bi homo-afetivo/homoerótico - é bissexual, porém  se identifica mais com o  universo e as relações físico-afetivas com alguém do mesmo sexo.  Seriam mulheres que até se apaixonam por homens, mas não querem sexo com eles ou o  contrário, até gostam de fazer sexo, mas não se apaixonam, ou se apaixonam opr um único homem e o  interesse pelas mulheres prevalece. Nesse barco poderíamos incluir  também  aqueles carinhas que  até curtem uns beijinhos e até uns rolos ou amassos com gurias e podem até gostar de uma mulher específica, mas preferem namoros mais sérios e somente/ou se apaixonam mais por homens.  Seria um tipo de preferência nesses casos.



Como veem, esses sentimentos, atrações podem variar ao longo da vida ou serem permanentes. As pessoas precisam entender que sexualidade é algo complexo e flui, nem sempre é algo definitivo e constante, mas a bissexualidade está aí pra provar  que não precisa existir extremos, e há momentos na via que queremos mais um do que o  outro,  podemos sentir a necessidade de provar/ter os dois ao mesmo tempo, ou mesmo querer manter uma vida mais hétero ou  mais homoafetiva. Tudo depende das nossas necessidades físicas e emocionais, e para alguns  há  um gênero que  pode supri-las mais do que o outro.

5 comentários:

  1. Muito bom, me deixou mais entendido sobre o assunto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom! Em qual categoria você se encaixa? Ou é apenas um simpatizante pelos bissexuais?

      Excluir
  2. Oi! Muito bacana. Como já dizia Freud, nossa sexualidade é como um rio, pode desaguar para diversos lados. Existe muita diversidade e é tudo muito natural, nossa sociedade que complica as coisas. Pertenço à 5ª categoria. ;)

    ResponderExcluir
  3. Muito mais do que bem, me achei na sociedade agora!!! único site que realmente me deu informações. Estou muitíssimo grata!

    ResponderExcluir
  4. Finalmente descobri qual deles eu sou e o que eu sou afinal

    ResponderExcluir