quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

29. Como a bissexualidade é (re)tratada em filmes e séries

A bissexualidade infelizmente AINDA  é condenada e cheia de estereótipos, que se tornam estigma e deixam as pessoas dessa sexualidade se sentindo erradas e confusas. Em séries ela é retratada como temporária e uma transição para a homoafetividade. Em The L word temos Tina Kennard, Alice Piezescki e Jenny Schechter que se identificavam como bi....mas aí é que foi.....




Logo no começo da série, Dana questiona Alice: "Bissexuais são confusos, quando  é que você vai  se decidir entre pênis e vagina?!' num tom bem intimidador.

Tina Kennard diz em outra cena mais para  a terceira ou quarta temporada: "Eu era "hetero" antes de conhecer a Betty" ela era hetero....ou vivia uma vida  hétero?


Alice resolve voltar p araos homens depois de uma decepção com Gabby Deveaux.....conhece um "homem lésbico", e num grupo de apoio afirma que "no fundo queria um homem assim poque tinha medo de ficar viciada em sexo com homens". Essa frase revela um medo de  algumas bissexuais ficarem atreladas aos relacionamentos com  homens por alguns motivos que não quero discutir aqui.

Jenny por sua vez, namorava Tim, mas depois de ficar com Marina até fica angustiada quando está com Tim, tenta sair com outro homem e chora. Ele afirma: "você não gosta de transar com homens pq é a porra de uma lésbica!"



Eu assisti dois filmes que mostram um fim desagradável para bissexuais: por querer ambos, fica sem ninguém. Um é Jovem Aloucada (tiraram do Netflix e tinha no Youtube) e Pequeno dicionário amoroso 2 (nacional). As meninas em cada filme namoram um homem e uma mulher.... quando um sabe do outro, em um filme ficam juntos e a deixam de lado na balada; a outra briga com ambos e ambos a deixam por ciúmes um do outro. Bi é visto como ganancioso. Tanta gente se relaciona com mais de uma pessoa ao mesmo tempo, sem mesmo que uma saiba da outra  como nas relações de poliamor, onde tudo costuma ser consensual, e ninguém enche o saco, por que essa palhaçada toda com bissexuais? Essas cenas só mostram como é difícil se achar como bi onde suas relações são sempre julgadas. Ou  você segue sendo você mesmo sem se importar e taca o FODA-SE, ou vai sofrer com essas coisas.  Não temos  mais que ficar nos desculpando ou nos justificando somente por ser quem somos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário